Área da saúde preocupa vereadores de Maricá

Com novo horário para as sessões ordinárias – segundas e quartas- feiras das 10h às 12h-, os vereadores de Maricá discutiram hoje (06) com um público bastante reduzido, melhorias para a saúde do município. Eles sugeriram a contratação de mais pediatras para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Inoã, além de um veículo que transporte pacientes desta unidade até o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro. O presidente da Comissão de Saúde, Dr. Felipe Auni (PSD) se comprometeu em levar as sugestões à secretária de saúde de Maricá, Simone Costa

fotos divulgação/CMM

Os 17 vereadores trocaram o horário da tarde pelo da manhã para as sessões a partir de hoje

As sugestões surgiram após o vereador Filippe Poubel (DEM) denunciar falta de pediatra na UPA, em Inoã.


“Sábado, pós-feriado, a UPA sem pediatra. Umas cinco pessoas me ligaram reclamando da falta do médico. Fiquei estarrecido porque nessa mesma semana estive no posto da 83 e bati de frente com cartaz que informava que marcação de pediatra somente no início de dezembro para crianças de até 2 anos”.


Felipe Auni esclareceu a ausência do especialista na unidade médica.

“No sábado realmente um pediatra faltou. Temos dois no plantão e um faltou. Estava sendo feita a triagem. Os casos que poderiam ser mantidos, ficavam na UPA e o restante foi encaminhado para o hospital onde temos mais médicos”, afirmou Auni (foto)


O vereador Dr, Richard (PT) aproveitou para sugerir a contratação de mais um pediatra para a UPA.


“Dr. Auni, como você falará com a secretária queria que você levasse, até como caráter sugestivo essa questão da UPA. Poderíamos ter um pediatra de stand by. Faltou um pediatra é só ligar para o outro médico. Assim pode-se pagar hora extra e termina com esse problema da pediatria de uma vez por todas”.


O presidente da Câmara, Aldair de Linda (PT) pediu que a Comissão de Saúde busque esclarecimentos a respeito das denúncias.


“Muito importante a colocação do Dr. Richard. É plausível a discussão. Quero pedir ao nobre presidente da comissão que faça o pedido à secretária. Temos demanda para outro pediatra. Ele não ficará parado, dará maior qualidade no atendimento às crianças do município”.


Rony Peterson (PR) falou da importância de criar um quadro de reserva de médicos.


“Não tem cabimento um pai de família ir a uma unidade hospitalar e não ser atendido. Precisamos lutar para ter um quadro de reserva que funcione”.


Poubel sugeriu que um veículo esteja disponível para transportar pacientes de um hospital a outro.

“Às vezes a pessoa chega ali só com o dinheiro da passagem e é informado que não tem médico. Veja com a secretária para disponibilizar um veículo para isso. Imagina uma pessoa que vem de Itaipuaçu com o dinheiro de ir e voltar. Se tiver que ir para outro hospital, ela não terá dinheiro”, argumentou Poubel . (foto)


Ricardinho Netuno (PEN) também opinou pedindo mais um profissional médico e mais uma vez pediu para que seja revista a ausência de anestesista na UPA.


“O pediatra fica sobrecarregando e esse pediatra deixa de atender. É de suma importância que haja três médicos para não deixar ninguém sem assistência. O problema da anestesia na UPA ainda não foi resolvido.”


O vice-presidente da Casa, Frank Costa (SDD) também pediu a contratação de mais um médico.