Gilmar Mendes mantém Sergio Cabral no Presídio Vip do Rio

31.10.2017

Ministro do STF disse que não há justificativa para transferir o  ex-governador para

uma penitenciária de segurança máxima no Mato Grosso do Sul, só porque mesmo

preso sabia da rotina da família do juiz federal Marcelo Bretas

 

                                                                                                                                                   Foto: YouTube

 Ministro Gilmar Mendes deixa ex-governador Sergio Cabral na penitenciária vip

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes suspendeu hoje (31) a decisão da justiça federal do Rio que havia determinado a transferência do ex-governador Sergio Cabral (PMDB) para o presídio federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A decisão liminar (provisória) de Gilmar Mendes terá validade até o caso ser julgado pelo STF.

 

Após suspender provisoriamente a transferência do ex-governador, o ministro do STF encaminhou o habeas corpus à Procuradoria Geral da República (PGR) para que o Ministério Público se manifeste sobre o caso em até dois dias.

 

A transferência foi um pedido do Ministério Público Federal depois que Cabral fez comentários sobre a atividade empresarial da família do juiz Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Lava Jato no Rio, durante uma audiência judicial na semana passada.

 

O próprio Bretas autorizou a transferência de Cabral para a penitenciária sul-mato-grossense após ter repreendido o ex-governador na audiência em razão de o peemedebista ter contestado questionamentos sobre a suposta compra de joias com dinheiro de propina em tom de ironia.

 

O ex-governador disse que o magistrado conhecia o assunto por ter familiares atuando no ramo de bijuterias. Na ocasião, Bretas alegou que se sentiu ameaçado com a declaração do ex-governador.

 

Sergio Cabral continua preso na penitenciária de Benfica, que foi reformada por determinação do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), para receber os presos da Operação Lava Jato no Rio.

 

Conhecida como penitenciária vip, o local está recebendo equipamentos de alta definição para a instalação de um cinema para alegrar os “momentos de folga” dos políticos, gestores públicos e empresários presos por corrupção e desvio do dinheiro público. Sergio Cabral já foi condenado em dois processos  a mais de 70 anos de cadeia. Atualmente responde a mais 16processos por corrupção, desvio de dinheiro público, formação de quadrilha etc.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino