Corrida eleitoral: Picciani e Pedro Paulo fumam o cachimbo da paz

 

O presidente da ALERJ, Jorge Picciani, e o deputado federal Pedro Paulo, ambos do PMDB, não se bicavam desde as eleições municipais. De olho na sucessão do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) em outubro de 2018, os dois decidiram fumar o cachimbo da paz

Eles se estranharam no ano passado quando Picciani não concordou com a indicação do nome de Pedro Paulo para suceder Eduardo Paes na prefeitura do Rio. O presidente da ALERJ na ocasião, queria indicar o filho deputado federal Leonardo, hoje ministro dos Esportes, mas foi voto vencido.

 

Pedro Paulo esteve ontem a noite na casa de Pìcciani, na Barra da Tijuca, Zona Oeste carioca, e selaram a paz tendo como testemunha André Corrêa (DEM) que ajudou a apagar o incêndio.

 

Com a bandeira branca no alto do mastro, a porta está aberta para que Eduardo Paes dispute o governo do Estado no ano que vem. Se este plano não acontecer tem o B, com a candidatura do  prefeito de Niterói Rodrigo Neves deixando o PV, indo para o PDT com apoio do PMDB, e Paes tentando uma cadeira no senado.

 

Até outubro de 2018 muita coisa pode acontecer, porque vários políticos estão sendo investigados por corrupção, formação de quadrilha,  etc e podem parar atrás das grades.

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino