Prefeitura de Maricá reforça ações de combate à onda de violência

Já que o governo do estado não cumpre o seu papel de garantir a segurança de cariocas e fluminenses, os municípios estão desenvolvendo ações para reduzir os índices de violência. Nesta quarta-feira (04/10), por exemplo, o prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT) deu um grande passo entregando 15 viaturas caracterizadas e duas motocicletas que farão parte do convênio firmado com a Polícia Militar no combate à criminalidade neste município litorâneo da Região Metropolitana do Rio

Fotos: Paulo Celestino

A cerimônia foi hoje de manhã na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro, quando o prefeito Fabiano Horta falou do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) que mobilizará diariamente mais 30 policiais militares.

“As viaturas ficarão posicionadas nas sete saídas do município impedindo a entrada de criminosos. Os policiais e guardas municipais também auxiliarão na segurança pública no entorno das escolas da cidade. Vamos instalar módulos de segurança nas entradas do município para impedir o acesso de marginais. Teremos módulos no Centro de Maricá, Itaipuaçu, Centro de Inoã e São José de Imbassaí. Vamos formar um grande cinturão de segurança na cidade”, afirmou o prefeito.


Participaram do evento, além do prefeito, o vice-prefeito Marcos Ribeiro (PT), secretários municipais e vereadores.


Cereja do bolo

Na sessão ordinária da Câmara Municipal hoje a tarde, vereadores elogiaram o prefeito Fabiano Horta pela iniciativa de ter firmado o convênio com a Polícia Militar.


“O nosso prefeito com o Proeis mostrou a cereja do bolo. Em Niterói, o policiamento é feito a pé. Em Maricá, os policiais militares utilizarão viaturas zero quilômetro”, disse o vereador petista Dr. Richard.


O vereador oposicionista Ricardinho Netuno (PEN) participou da cerimônia e em plenário, elogiou a ação da prefeitura em garantir a segurança dos maricaenses. Ele pediu que o prefeito busque também parceria com a polícia civil.


"Com o reforço no policiamento, o trabalho da polícia civil vai aumentar muito. Espero que o prefeito Fabiano Horta tenha a mesma sensibilidade e assine um convênio tipo Proeis com os policiais civis", pediu Ricardinho Netuno. (foto LSM)