Rock in Rio: confusão com ambulantes no BRT

O segundo dia do Rock in Rio teve confusão com ambulantes no Terminal Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, e Morro do Outeiro, em Jacarepaguá, ambas estações na Zona Oeste do Rio. De acordo com o BRT, os produtos eram vendidos de forma ilegal nos principais locais de embarque e desembarque de passageiros para os shows

Fotos divulgação

Segundo o consórcio, a Guarda Municipal (GM)foi acionada, por volta das 11h, mas até as 18h30, não havia aparecido nenhum agente no terminal e na estação. Ainda de acordo com o BRT, um funcionário que organizava as filas se machucou ao cair numa poça de água formada pelo gelo de bebidas vendidas pelos ambulantes.


Em nota, a Guarda informou que não houve registro de conflito entre guardas municipais e ambulantes na região do BRT. A GM ressaltou que reforçou a fiscalização no entorno das estações do BRT e do metrô no Jardim Oceânico neste sábado, para coibir a atuação de ambulantes sem autorização, que estavam dificultando a mobilidade da população.

No entanto, o BRT disse que vai encaminhar à Prefeitura um ofício reclamando da falta de atuação da Guarda Municipal.


"Estamos diante de um megaevento e simplesmente tivemos que assistir o BRT, uma concessão pública, se transformar num camelódromo. Infelizmente, não podemos fazer nada, senão lamentar esse episódio. Espero que amanhã isso não se repita, em respeito ao público" afirmou a diretora de Relações Institucionais do BRT, Suzy Balloussier (foto).