Lula se solidariza com seu desafeto político Garotinho

O ex-governador Anthony Garotinho, presidente regional do PR do Rio de Janeiro, preso na manhã desta quarta-feira (13/9) quando apresentava seu programa na Rádio Tupi, acusado de crimes eleitorais, está proibido pela justiça de dar entrevistas, falar ao telefone e receber visitas de pessoas que não sejam parentes próximos. Ele cumpre prisão domiciliar na casa da Lapa, em Campos dos Goytacazes, que desde ontem virou o centro das atenções da cidade, com populares prestando apoio.

 

 

O ex-presidente da República Luiz Ignácio Lula da Silva (PT), alvo da Operação Lava Jato e que prestou depoimento ontem ao juiz federal Sergio Moro, em Curitiba, desafeto político da família Garotinho, mandou mensagem para a deputada federal Clarissa Garotinho (PRB)  se solidarizando com o ex-governador.

Mensagem de Clarissa Garotinho

 

Desde ontem, tenho recebido telefonemas e mensagens de parlamentares e lideranças de diversos partidos políticos prestando solidariedade contra a decisão injusta e arbitrária do juiz Ralph Manhães, que decretou prisão domiciliar do meu pai em primeira instância por causa de uma denúncia, sem nenhuma prova, de uso eleitoral do programa Cheque Cidadão

 

O fato de tirar um comunicador, líder de audiência, no meio do seu programa de rádio, para transformar uma decisão judicial em um espetáculo, e ainda a decisão de proibi-lo de dar entrevistas, escrever artigos e se manifestar publicamente de qualquer forma e sobre qualquer fato, tem chamado a atenção até mesmo de juristas e de jornalistas! 

Mas, de todas as manifestações de solidariedade que recebemos, gostaria de destacar a do ex-presidente Lula. Todos sabem da minha divergência política com ele e é público que passei boa parte da minha juventude em manifestações contra atos do governo dele. 

Isso mostra que a luta pelas garantias do Estado Democrático de Direito ultrapassa as divergências políticas. 

Obrigada, ex-presidente Lula. 

Clarissa Garotinho 

 

Mensagem da ex-governadora Rosinha Garotinho (PR)

 

Queridos amigos e amigas, minhas palavras não se referem ao meu marido, mas ao homem que vem combatendo a corrupção de todo esse grupo que destruiu o estado, deixando até os funcionários sem receber.

 
Peço a vocês que o defendam. Ele não está sendo acusado de desviar dinheiro público ou corrupção, apenas de supostamente ter dado Cheque Cidadão aos necessitados. 

Meu apelo é para todos irmos para as redes sociais dizer a verdade. Isso é perseguição, pois o Garotinho depois de combater a corrupção no executivo, entrou firme contra a corrupção no Legislativo simbolizada por Picciani e no Judiciário por Luís Zveiter. 

 

Querem calar  a sua voz. Vamos para os faces, os comentários dos jornais, ocupar todos os espaços e mostrar que isso é para impedir que ele mostre tudo que ainda tem e que compromete gente poderosa. 


Entre em todos os espaços nas redes sociais.

Não roubamos. O Garotinho está sendo perseguido por combater os poderosos e os corruptos. 

Rosinha Garotinho 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino