Alerj vota redução da carga horária dos médicos da HUPE

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vota nesta quarta-feira (06/09), em segunda discussão, o projeto de lei 2.641/17, que altera a carga horária dos médicos do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe) para 24 horas semanais, mantendo a remuneração vigente. Atualmente, a carga horária é de 40 horas. O hospital é ligado à Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj)

O projeto altera a Lei 7.426/16 que modificou o plano de cargos e salários da instituição. Para o deputado Zaqueu Teixeira, os profissionais do Hupe passarão a ser mais valorizados. "É uma medida justa porque a carga de 24 horas é a mesma que os médicos do estado cumprem. O projeto é um reconhecimento dessa Casa ao trabalho dos profissionais do HUPE, que mesmo com a crise sempre se empenharam em atender à população em um hospital de alta complexidade", ressalta.

A Comissão de Educação incluiu uma emenda, durante a votação em primeira discussão, que revoga o artigo 9º da Lei Estadual 7.426/16, a última que atualizou o plano de cargos e salários dos profissionais da UERJ. O trecho em questão permitiu uma gratificação para os procuradores da universidade. Segundo o presidente do grupo, deputado Comte Bittencourt (PPS) a medida não foi devidamente debatida pelos deputados.