Chefe da Casa Civil otimista na aprovação do plano econômico de recuperação do estado

Christino Áureo participou da reunião do Conleste em Saquarema, com representantes de 15 prefeituras que debateram melhorias para a região, crise econômica e violência nas cidades. O subsecretário de Segurança Pública mostrou-se mais preocupado com São Gonçalo. O presidente do Consórcio falou sobre o enxugamento da máquina pública. O encontro foi na noite de ontem (01/9)

Fotos Leonardo Simplício

Altineu Cortes (deputado federal), Sadinoel Souza (vice-presidente do Conleste e prefeito de Itaboraí),

Christino Áureo (Secretário de Desenvolvimento Econômico e da Casa Civil estadual), Rodrigo Neves

(presidente Conleste e prefeito de Niterói), Manoela Peres (prefeita Saquarema),

Antônio Peres (ex-prefeito de Saquarema).

Presidente do consórcio, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PV), abriu a reunião e falou sobre as dificuldades enfrentadas desde que a crise econômico-financeira se instalou no país e que atingiu, com mais força, o estado do Rio de Janeiro. Para Neves, o gestor precisa, cada vez mais, buscar o equilíbrio das finanças com racionalização de gastos, investimentos em modernização da gestão, renegociação de contratos e enxugamento da máquina administrativa para fazer frente às dificuldades que se apresentam no atual cenário.

“Vivemos num ambiente de crise grave, com inúmeros problemas relacionados a pagamento de salários de servidores, pagamento de fornecedores, desemprego, enfim, uma situação muito difícil em todo o país. Esses problemas são ainda mais visíveis no estado do Rio de Janeiro. Precisamos enfrentar essa situação adversa investindo na melhoria da gestão e dos gastos, investindo em planejamento, mas também trocando experiências entre nós daquilo que vem dando certo em cada cidade. Com essa união e esse trabalho em conjunto, vamos superar a crise”, disse Neves.


O prefeito de Niterói ressaltou ainda que a retomada dos investimentos na região poderá significar o marco da recuperação econômica do estado.


“A agenda que estamos propondo, com planejamento integrado entre as cidades até 2033, aproveitando cada potencialidade, nós seremos, com certeza, fundamentais para essa retomada do crescimento estadual”, afirmou Rodrigo Neves.

O encontro teve também a participação de dois secretários estaduais a convite do presidente do Conleste: o secretário de estado Chefe da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Christino Áureo e Roberto Alzir, subsecretário de Assuntos Estratégicos da Secretaria de Segurança.

Áureo fez uma apresentação do cenário econômico-financeiro e fiscal do estado e explicou o funcionamento do plano de recuperação do governo que deve ser analisado na próxima terça-feira em Brasília.


“Entendo que a iniciativa do Consórcio é um avanço enorme e com o conteúdo que se apresenta aqui é algo extremamente produtivo. Em relação à situação do estado, estamos confiantes de que nosso plano de recuperação será aprovado na próxima terça-feira. Esperamos contar com o apoio da bancada estadual como um todo, independentemente de posicionamentos políticos. O Rio precisa de todos unidos. Nossa proposta é séria e muito responsável”, analisou Áureo.


Em seguida, Roberto Alzir apresentou um panorama da segurança no estado, com ênfase na Região Metropolitana, em especial São Gonçalo, e ressaltou a importância da participação dos municípios no enfrentamento e na prevenção à violência.


“A segurança não é um problema único e exclusivo do estado e nem de polícia apenas. É preciso investir em diversas áreas e uma das mais importantes é a educação, iluminação pública, lazer e cultura. A educação evita o ingresso de jovens na criminalidade. Prevenir é melhor e mais barato do que reprimir. De acordo um estudo da Organização das Nações Unidas (ONU), cada dólar gasto em prevenção significa uma economia de 8 a 10 dólares de investimento em repressão, como contratação de mais policiais e construção de presídios.”

O encontro de prefeitos foi encerrado com a apresentação de mais uma etapa do Planejamento Estratégico do Conleste, feito pela secretária de Planejamento Modernização da Gestão de Niterói, Giovanna Victer e pelo representante da Consultoria Macroplan, Glaucio Neves, contratada para desenvolver o projeto.

Para os próximos meses, consultores farão um diagnóstico das potencialidades, necessidades, oportunidades e deficiências de cada prefeitura para, posteriormente, buscar um plano de ações conjuntas que beneficiem a todos. Um dos pontos, inclusive, já foi indicado: a união das cidades para aquisição de produtos como medicamentos. Em bloco, afirmam os especialistas, os municípios conseguirão preços mais baixos e grande economia.


O próximo encontro de prefeitos que formam o Conleste será em outubro.