São Gonçalo: Cartório da maternidade registra mais de 200 crianças em três semanas

26.08.2017

Apenas 22 dias após a abertura do Cartório do 1°Ofício na nova Maternidade Municipal Dr. Mário Niajar, em Alcântara, a unidade já contabiliza o registro de 208 certidões de nascimento na última quinta-feira (24). O projeto, da Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Rio, tem como objetivo desburocratizar o processo de registro em cartório. A intenção é garantir que os bebês nascidos na unidade sejam registrados antes mesmo da alta hospitalar.

 

Foto Marcio Oliveira

"A emissão do documento pela unidade é gratuita e por meio de sistema online. O objetivo do serviço é facilitar o registro de nascimento do bebê por meio de uma unidade interligada, que garante comunicação imediata e segura entre o Cartório do 1º Ofício e o hospital. O registro de nascimento já vem com o número da identidade e CPF", explica o secretário municipal de Saúde, Dimas Gadelha. 


A nova unidade responde ao cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais do 1°Distrito de São Gonçalo. O registro de nascimento é feito em menos de 10 minutos e é gratuito. O pequeno Luccas Pereira da Silva foi registrado 30 horas após o nascimento. Moradora de Tribobó, a mãe Bianca Pereira, 37 anos, comemorou pela agilidade. 

"Achei uma maravilha, meu marido foi lá e em pouquíssimo tempo já estava com a documentação na mão. Demoraria muito mais tempo pra resolver se ele tivesse que ir em outro lugar", explica Bianca. 


A inauguração contou com a presença do secretário municipal de Saúde, Dimas Gadelha; da direção da maternidade; do corregedor-geral do estado, desembargador Claudio de Mello Tavares; da oficial registradora do 1º Distrito, Elaine Garcia; do juiz Afonso Henrique Barbosa, além de representantes da Prefeitura de São Gonçalo. 

Recordando 

Inaugurada em maio, a nova maternidade já realizou 2 mil partos somente nos últimos quatro meses. Além do aumento do número de leitos, a unidade ganhou uma Unidade Intermediária (UI) Neonatal com 10 leitos, que realiza atendimento emergencial aos bebês que nascem com insuficiência respiratória e pré-maturo, além de 13 enfermarias com spa do bebê, sala de pré-parto com Espaço Partejar, para estimular as contrações do bebê de maneira humanizada, além do espaço Mãe Coruja, que conta com quartos com dez leitos para que as mães possam permanecer na unidade mesmo após a alta médica, porém próximas dos recém-nascidos que, por motivos de saúde, ainda precisam permanecer internados.

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino