Procon Estadual interdita bar na Rua Dias Ferreira, no Leblon

24.08.2017

Entre outras irregularidades, fiscais encontraram baratas na cozinha do Chico & Alaíde

 

                 Fotos Procon-RJ

 

O Procon Estadual interditou, nesta quarta-feira (23/08), o bar Chico & Alaíde, localizado na Rua Dias Ferreira, 679, Zona Sul do Rio, durante uma nova ação da Operação Praia Brava, que tem como foco a vistoria de estabelecimentos no Leblon. Os fiscais vistoriaram um total de 27 estabelecimentos, todos na mesma rua. Desses, além do estabelecimento interditado, foram autuados outros 17 e descartados 41kg e 280g de alimentos impróprios para o consumo.

 

Diversas irregularidades foram encontradas no Chico & Alaíde Os fiscais constataram, por exemplo, que os pratos que seriam servidos ficaram previamente montados uns sobre os outros, deixando os alimentos em contato direto com o fundo de outros pratos. A geladeira de salgados estava suja e havia baratas nela e em outros pontos da cozinha. Os fiscais encontram fiação exposta e utensílios enferrujados. Além disso, foram descartados no local  36kg e 880g de alimentos vencidos ou sem especificação da sua validade.

 

No Esteves Bar do Leblon (n° 605), foram descartados 30 litros de chope vencido, além de outros produtos sem especificação do seu prazo de vencimento: 1kg e 300g de coxa e sobrecoxa de frango e 300g de presunto e queijo. 

 

Não foram encontradas irregularidades nos seguintes estabelecimentos: Livraria Argumento (n° 417), Garrafeira Vinhos e Destilados (n° 259-A), Zuka (n° 233), Sushi Leblon (n° 256), La Mole (n° 147), Du Leblon loja de uniformes (n° 116), Momo Gelato Artesanal (n° 147, lojas A e B), Venga bar de tapas (n° 113) e Envidia Chocolateria (n° 106).

 

O nome da operação é uma referência a forma como era chamada a região do Leblon antes dela ser urbanizada.

 

Balanço da Operação Praia Brava (Rua dias Ferreira, Leblon):

 

1 - Vesúvio Cabeleireiros (n° 665): Ausências do certificado do Corpo de Bombeiros, do Livro de Reclamações e do Código de Defesa do Consumidor.

 

2 - CT Boucherie (n° 636): Na cozinha do estabelecimento foram encontrados ralos quebrados e sem sifão, além de azulejos quebrados. Os fiscais deram um prazo de 20 dias para a realização dos reparos, sob pena de interdição. Ausência do certificado de potabilidade da água.

 

3 - Massa Restaurante (n° 617): Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros. Cozinha com piso quebrado. Os fiscais deram um prazo de 20 dias para a realização dos reparos, sob pena de interdição.

 

4 - Big Beach Sucos (n° 668, lojas D e E): Ausência dos cartazes informando sobre a oferta da água filtrada gratuita para os clientes e do Disque 180 (de denúncias de casos de violência contra a mulher).

 

5 - Esteves Bar do Leblon (n° 605): 30 litros de chope vencido. Produtos sem especificação da validade: 1kg e 300g de coxa e sobrecoxa de frango e 300g de presunto e queijo. Piso da copa quebrado. Ausências dos certificados de dedetização e do Corpo de Bombeiros.

 

6 -  Farma Hall (n° 618, loja A): Ausência de preços nos produtos expostos à venda no interior da loja.

 

7 - Chico & Alaíde (n° 679): Pratos previamente montados um sobreposto ao outro, ficando os alimentos em contato direto com o fundo dos outros pratos. Geladeira de salgados suja e com a presença de barata em um dos seus recipientes. Geladeira de verduras com a porta quebrada, que não fecha. Baratas na cozinha. 2kg e 300g de massa de bolinho de feijoada vencido em 09/07/2017 encontrada na geladeira do segundo andar. Produtos sem especificação da validade: 2kg e 380g de polvo, 7kg e 600g de carne seca desfiada, 6kg e 400g de torresmo, 2kg e 200g de massa de bolinho de feijoada, 11kg de salgadinhos, 3kg de massa de bacalhau e 2kg de bacalhau. Fiação exposta na cozinha. Utensílios enferrujados (panela e vasilhas). Em virtude das condições encontradas, fica o estabelecimento interditado até que as irregularidades apontadas sejam sanadas. Ausências dos cartazes do 180 e do 151, do certificado do Corpo de Bombeiros, do Livro de Reclamações e do manual de boas práticas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 

8 - Sawasdee (n° 605): Produtos vencidos: 1kg e 200g de molho de laranja e 200g de brownie. Ausências dos cartazes informando sobre a oferta da água filtrada gratuita para os clientes e do Disque 180.

 

9 - Nuu Pão de Queijo (n° 668, loja C): Ausências do certificado do Corpo de bombeiros e do Livro de Reclamações.

 

10 - Ótica Leblon (n° 668, loja B): Ausências do Livro de Reclamações, do cartaz do 151 e do certificado do Corpo de Bombeiros.

 

11 - Laura Diniz Presentes (n° 259): Ausência do Livro de Reclamações.

 

12 -  Werner (n° 228): Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros.

 

13 - Celeiro (n° 199, lojas A, B e C): Ausência do cartaz do 180. Produtos sem especificação da validade: 1kg de salgados variados e 400g de cheesecake.

 

14 - Quadrucci (n° 233, loja A): Ausência do certificado de potabilidade da água.

 

15 - Pet Fantasy Veterinária (n° 199, loja D): Ausência do certificado do Corpo de Bombeiros.

 

16 - Felipa loja de calçados (n° 116): Ausência de preços nos produtos expostos na vitrine.

 

17 - Fantasy (n° 199, loja E): Ausências do Código de Defesa do Consumidor, do certificado do Corpo de Bombeiros e de preços nos produtos expostos à venda.

 

18 -  Minimok restaurante japonês (n° 116, Loja D): Ausência do certificado de potabilidade da água.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino