Câmara de Maricá sem ética terá Comissão e Ouvidoria

Desde criancinha que ouço dizer que quando o gato sai, o rato faz a festa. E é verdade. Posso citar como exemplo a Câmara de Vereadores de Maricá. Basta o presidente Aldair de Linda (PT) faltar a uma sessão ordinária para a coisa desandar, talvez por falta de pulso  do vice que não quer se comprometer com os companheiros ou por não ter vocação para ser o número um.

 

Na sessão de hoje (23/8), Aldair de Linda disse que viu o vídeo da sessão de segunda-feira (21/8), quando precisou faltar, e decidiu criar uma Comissão de Ética. Nesta sessão, alguns dos nobres parlamentares oposicionistas e governistas quase chegaram às vias de fato, ou seja, porrada. Quem não acredita pode acessar o portal leisecamarica.com.br que o vídeo está postado.

 

Vamos torcer para que com a instalação da Comissão de Ética os parlamentares deixem de lado ofensas e apresentem projetos de lei que beneficiem a população da cidade que mais arrecada royalties do petróleo. Do início do ano até 31 de julho, Maricá recebeu a bagatela de pouco mais de R$ 389 milhões, ultrapassando Campos, Niterói e Macaé conforme o GBNEWS noticiou ontem.

 

Outra boa notícia que o presidente anunciou nesta quarta-feira, foi a criação da Ouvidoria da Câmara que será inaugurada no próximo dia 1º de setembro.  Torcemos para que funcione mesmo, dando retorno as queixas, reclamações e sugestões da população que em outubro do ano passado elegeu os 17 vereadores para um mandato de 4 anos.

 

Essa aproximação  legislativo-povo é muito importante. Esperamos que o ouvidor seja técnico da área, e não  indicação política para empregar algum candidato derrotado nas urnas, como acontece na maioria das ouvidorias do governo do Estado e de inúmeras prefeituras municipais do Rio de Janeiro  que, no final, nada resolvem.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino