Falta de festas juninas tradicionais desmente vereadores de Maricá


Na quarta-feira os 17 vereadores de Maricá retornam à Câmara Municipal após recesso parlamentar de um mês. No plenário, uma cara nova, a do Dr. Richard que tomou posse neste mês de julho no lugar do também vereador petista Hélter Ferreira, que assumiu uma das cinco novas secretarias criadas pelo prefeito Fabiano Horta (PT).


Richard disse ao jornalista aqui que vai baixar a bola dos oposicionistas que falam muito, mas não fazem nada. E ele tem razão. Os vereadores oposicionistas, de primeiro mandato e que já sonham com a Alerj, vivem criticando o governo, mas não apresentam projetos que beneficiem os maricaenses. Fazem oposição por oposição.


Esperei todo o mês de julho para confirmar o que eu já sabia. Maricá não tem nenhuma festa junina tradicional. É que na votação do projeto de lei do vereador governista Dr.Felipe Auni (PSD) criando o Maricarnaval de Inverno, os oposicionistas votaram contra alegando que este evento iria prejudicar as tradicionais festas juninas da cidade.


Eles votaram contra o projeto que virou lei, que dá emprego o ano inteiro para inúmeras categorias que estão envolvidas com as escolas de samba, como costureiras, artistas plásticos, metalúrgicos, músicos, intérpretes etc etc. As escolas de samba vão desfilar no último final de semana de julho a partir de 2018, tornando-se mais uma atração turística da cidade gerando emprego e renda.

Podemos citar como exemplo, os encontros mensais do GRES Inocentes de Maricá que promove a sua feijoada com o objetivo de arrecadar fundos para o desfile no ano que vem. Neste evento, no espaço Maria do Céu, são gerados vários empregos, como de cozinheiras, seguranças, músicos, garçons, pessoal da gráfica que imprime os ingressos, pessoal envolvido nos caixas e por aí vai. As outras escolas de samba também começam a se preparar para a apresentação no ano que vem. A geração de emprego é o ano inteiro e não apenas dois dias, como argumentaram.


Vamos torcer para que estes vereadores tenham feito uma reflexão durante o recesso e que a partir de agora façam oposição, mas sem discursos vazios. O povo já está de saco cheio de conversa fiada e está de olho. Se continuarem assim, não conseguirão nada nas eleições do ano que vem e, em 2020, terão a confirmação de que foram vereadores por apenas um mandato. Já vi esse filme por diversas vezes.


Cadê as festas juninas tradicionais, cara-pálida?