Deputado pede Forças Armadas em Maricá e Itaboraí

Sindicalista desmente Michel Temer que veio ao Rio para fazer

marketing das ações integradas na área de segurança pública

O deputado federal Marcelo Delaroli (PR-RJ) reúne-se novamente nesta terça-feira (01/08) com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, para enfatizar a importância da inclusão das cidades de Maricá e Itaboraí no plano de segurança pública iniciado no Estado do Rio de Janeiro. Delaroli considera fundamental a presença de homens das Forças Armadas no patrulhamento de regiões de Maricá e Itaboraí, como já vem ocorrendo desde a última sexta-feira em vários pontos do Estado do Rio.


Ontem (30/07), o deputado participou no Rio de Janeiro de reunião em que autoridades federais e estaduais realizaram um primeiro balanço da atuação das tropas militares federais no combate ao crime, ocasião em que Delaroli falou a Jungmann que Maricá e Itaboraí, por serem cidades vizinhas a Niterói e São Gonçalo, também sofrem as consequências da migração de criminosos do Rio de Janeiro.


“As tropas militares já estão atuando em Niterói e São Gonçalo, mas é importante intensificar o policiamento na região toda. Maricá e Itaboraí também precisam da presença das tropas militares porque os índices de violência têm crescido e sabemos que muitos dos marginais que praticam crimes nessas cidades vieram de comunidades do Rio onde foram implantadas UPPs”, explica Marcelo Delaroli.


Desmentido

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), esteve neste domingo no Rio de Janeiro para fazer marketing das ações de segurança que envolvem as forças armadas. Temer disse que os roubos de carga tiveram uma queda enorme. Porém, o diretor de segurança do SindCarga, coronel Venâncio desmentiu a informação, afirmando que a média de assaltos a caminhões de carga nas últimas semanas foi mantida. O SindCarga congrega empresas de transporte de carga.


O porta-voz do Comando Militar do Leste, coronel Roberto Itamar anunciou que as tropas a partir de hoje começam a sair das ruas, que estavam fazendo levantamentos e reconhecimento de área. Hoje pela manhã os soldados do Exército patrulhavam apenas o Arco Metropolitano e a Avenida Brasil. Segundo o coronel Itamar virão em breve operações de inteligência. Além disso as tropas só ficam nas ruas de 8h às 20h, fora desse horário se recolhem aos quartéis.