Operação Trem das Onze autua cinco estabelecimentos da Central do Brasil

Ausência de certificados foi a irregularidade mais

frequente na fiscalização desta quarta-feira

O Procon Estadual realizou hoje uma nova etapa da Operação Trem das Onze, que teve o objetivo de vistoriar estabelecimentos da Central do Brasil. Foram fiscalizados seis estabelecimentos e apenas um não foi autuado.


No Supermercado Premium a fiscalização descartou 4kg de doce de leite sem especificação do prazo de validade. Na câmara congelada, os pallets (suportes para caixas) eram de madeira (a legislação determina que sejam de material lavável) e havia prateleiras enferrujadas. Os fiscais deram o prazo de 15 dias para a melhoria das condições de higiene, armazenagem e adequação das câmaras refrigeradas, sob pena de interdição. Os certificados de dedetização e o de potabilidade da água estavam vencidos. O supermercado não disponibilizava um caixa preferencial. Além disso, o estabelecimento não apresentou o cartaz do Disque 151, o informativo do Livro de Reclamações e o que indica a proibição da venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos.


Na loja de biscoitos Maria Fumaça, os certificados de potabilidade da água e o de dedetização estavam vencidos. A loja não apresentou o certificado do Corpo de Bombeiros e não estavam disponíveis no estabelecimento o Livro de Reclamações, um exemplar do Código de Defesa do Consumidor e o cartaz do Disque 151.


A loja O Boticário estava sem o alvará e o certificado do Corpo de Bombeiros. No Café Expresso da Central, havia ausência do cartaz do Disque 151 e do cartaz informando sobre o Livro de Reclamações. A pastelaria O Reizinho também não apresentou o certificado do Corpo de Bombeiros. A Estação dos Doces foi o único estabelecimento vistoriado no qual não foram encontradas irregularidades.