Três peças agitam a quarta-feira no Festival de Teatro

26.07.2017

                                                                           Morte e Vida Severina                             foto divulgação

 

Com sucesso de público e apresentações aclamadas, o 39º Festival Estadual de Teatro da Fetaerj – Prêmio Paschoalino 2017 está a todo vapor nos palcos e ruas de Maricá. Nesta  quarta-feira (26/07), o festival que é realizado em parceria com a Prefeitura, começa com uma adaptação do diretor Bruno Marçal para o texto de João Cabral de Melo Neto. No espetáculo “Morte e Vida Severina”, o Grupo do Céu encena a história de retirantes nordestinos que deixam o sertão por causa da seca e migram para o litoral. A peça, que tem a produção do Djota Teatro e Artes, será exibida no Cine Henfil (Centro) a partir das 11h.

 

Na parte da tarde, a animação tomará conta do espaço externo do Cine Henfil. Às 16h, o divertido espetáculo “Circo Mimos”, realizado por integrantes do grupo Mimos Brasil Teatro e Mímica, encantará adultos e crianças. Na montagem “INQUÉRITO 5736 – Apenas uma parte da verdade”, que será exibida às 21h, também no Cine Henfil, os atores da Cia de Segunda irão narrar a história da personagem Branca Dias, que é acusada de heresia pela Santa Inquisição. O texto, adaptado do original de Dias Gomes, trata fundamentalmente do direito que o ser humano tem de expressar suas idéias com liberdade. Considerado um dos mais importantes do gênero no país, o 39º Festival Estadual de Teatro da Fetaerj promete agitar o cenário cultural do município até o dia 30/07.

 

Serviço:

 

Cinema Público Municipal Henfil

Rua Domício da Gama com Rua Alferes Gomes (Centro)

26 de Julho (Quarta-feira)

11h – Morte e Vida Severina (Djota Teatro e Artes – Maricá/RJ)

 

Sinopse:

 

Morte e Vida Severina conta a história de retirantes nordestinos que deixam o sertão por causa da seca e migram para o litoral. A saga desses retirantes, em busca de condições melhores de vida, é acompanhada de perto pelo Carcará,  a “Águia do Cerrado”, que representa tanto a morte, quanto a força do homem que retira, na sua busca diuturna pela sobrevivência. Em sua viagem Severino se depara com situações de morte, de desespero, de miséria e fome. Há também uma crítica indireta ao descaso dos governantes quanto a esta situação, vivida por tantos outros nordestinos. Como se trata de um auto de Natal, a peça termina trazendo a esperança de uma nova vida, mesmo que franzina , mesmo sendo uma vida Severina.

 

Ficha técnica:

 

Realização: Grupo do céu

Produção:  Duda de Marco

Texto : Livre adaptação de Bruno Marçal para texto de João Cabral de Melo Neto

Direção: Bruno Marçal

Classificação: 10 anos

 

16h – Circo Mimos (Mimos Brasil – Rio de Janeiro/RJ)

 

21h – INQUÉRITO 5736 – Apenas uma parte da verdade (Cia de Segunda – Nova Iguaçu/RJ)

Sinopse:A peça trata fundamentalmente do direito que o ser humano tem de expressar suas idéias com liberdade. A montagem não se concentra na questão do cerceamento ideológico apenas no contexto religioso, ou em um período específico. Branca Dias é acusada de heresia pela Santa Inquisição, mas poderia ser acusada de subversão por qualquer regime ditatorial. Em “Inquérito 5736 – Apenas uma parte da verdade” A personagem principal é torturada e julgada juntamente com seu pai e noivo.

Ficha Técnica:

 

Texto: Dias Gomes . Livre adaptação: Cia De Segunda – NOSBA

Direção, sonoplastia e cenografia: Anderson Dias

Duração: 50 minutos

Classificação: 14 anos

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino