Empresa demite 2 mil funcionários na Bacia de Campos e ameaça fechar as portas


Manifestação em Campos foto internauta

Cerca de 2 mil funcionários das UTC Engenharia, na Bacia de Campos, receberam telegramas informando que serão demitidos. Hoje, na parte da manhã, aproximadamente 100 funcionários e ex-funcionários da empresa fizeram protesto em frente à sede da Petrobras em Macaé.


Eles pedem o cumprimento de direitos trabalhistas e o pagamento de salários que estariam atrasados. O grupo também pede diálogo com os representantes da empresa sobre o caso. Os funcionários protestaram na segunda-feira (10) com as mesmas reivindicações.


Em nota, a UTC informou que "a Petrobras não decidiu a.ditar os contratos de manutenção offshore, interrompendo assim, as atividades dos contratos que atendem as plataformas P18, P19, P20, P26, P33, P35, P37, P50, P52, P54, P55 e P62, localizadas na Bacia de Campos", e que "se a decisão da estatal for mantida, ela terá que implantar um plano de desmobilização do seu contingente no local".


Também em nota na manhã de hoje, a Petrobras disse que "não solicitou a desmobilização do efetivo da UTC, uma vez que os contratos de prestação de serviços ainda estão vigentes e as obrigações assumidas pela companhia estão sendo regularmente cumpridas".