Empresa investe R$ 300 milhões na Cidade Imperial

08.07.2017

Petrópolis verá até 2019 o investimento de R$ 300 milhões em empreendimentos imobiliários na cidade. A Sola Construtora vai erguer sete condomínios além do que foi inaugurado nesta sexta-feira (07.07), em Nogueira. A prefeitura trabalha junto à empresa para aprovar os projetos e conceder os licenciamentos. Com isso, o município verá mais 1.265 moradias sendo construídas, parte delas dentro do Minha Casa Minha Vida – faixa 2, além da geração de empregos.

 

Só nesta de Nogueira, por exemplo, foram gerados 100 postos de trabalho diretos e 300 indiretos ao longo dos 27 meses de obra, de acordo com a construtora. Outra exigência feita pela prefeitura é a realização de estudo de impacto de vizinhança, pensando na redução da poluição sonora, na geração de poeira e no trânsito.

 

O empreendimento Solar de Nogueira é formado por três blocos de apartamentos de dois e três quartos. O condomínio conta ainda com área de lazer, salão de festas e estacionamento. Todas as 66 unidades habitacionais foram vendidas antes da conclusão da obra.

 

Os demais empreendimentos que a empresa constrói ficam em Corrêas, dentro do Minha Casa Minha Vida – faixa 2. Esses dois e mais o de Nogueira somam R$ 100 milhões em investimento.

 

Entre os que ainda vão sair do papel, estão um empreendimento em Itaipava e mais dois em Nogueira, com expectativa de superar a fase burocrática e iniciar as obras em até um ano. Já outros dois no Samambaia, os maiores previstos até aqui, com 524 apartamentos no total, devem começar em 2019. Todos eles passam pelo crivo do Grupo de Análise de Empreendimentos (GAE), coordenado pela Secretaria de Obras.

 

“A cidade tem o maior interesse em ver investimentos desse porte sendo realizado no município. É geração de trabalho e renda, além da criação de casas, tão importante para uma cidade que luta para reduzir o déficit habitacional como Petrópolis”, disse o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.

 

“Nós trabalhos junto à prefeitura para conseguir todos os licenciamentos e incentivos fiscais, que são bastante importantes para a gente. Tudo que é custo tem que ser repassado. Quando temos isenção, isso ajuda a baixar o preço para o cliente”, afirmou o presidente da Sola Construtora, Sauro Sola.

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino