Obra de enterramento da fiação em Petrópolis avança a noite

06.07.2017

 

A obra de enterramento da fiação elétrica do lado ímpar da Rua do Imperador segue sendo realizada à noite. A escolha no período noturno é para evitar o horário com maior movimentação de pessoas no local das intervenções. Nesse momento, estão sendo instalados dutos subterrâneos e cabos de baixa tensão e, para isso, é necessário abrir as caixas de passagem. No início, a obra acontecia de dia, mas agora, com o serviço sendo realizado à noite, evita-se o impacto aos pedestres e o trabalho pode acontecer de forma mais ágil.

 

A obra é possível graças a recursos obtidos pelo governo do estado junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Programa de Desenvolvimento de Turismo (Prodetur). Ela é um complemento do que já foi feito do lado par da Rua do Imperador há oito anos. Apesar dos recursos de R$ 6,6 milhões terem sido liberados em maio de 2015, o antigo governo não fez a intervenção andar.

 

No início desse ano, o prefeito Bernardo Rossi (PMDB) garantiu todo apoio logístico que a empresa Engeluz precisava para armazenagem do material, orientação de trânsito e contato com os empresários locais para acompanhar a obra. Em março, a empresa instalou um contêiner próximo à Praça Dom Pedro, o que evitou deslocamentos e facilitou o andamento da obra.

 

“Essa é uma obra que a cidade espera há muito tempo e, graças ao comprometimento do prefeito Bernardo Rossi, foi possível dar condições para que ela saísse do papel. A empresa segue o trabalho e logo dará outra cara, dará ainda mais beleza ao Centro Histórico”, disse o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública, Djalma Januzzi,

 

Todo o serviço está sendo feito por seis funcionários e tem o apoio de um caminhão. A obra tem quatro partes e começou pela instalação de dutos na fachada das lojas. Depois, teve início a passagem dos cabos, seguida da ligação das redes de baixa e média tensão. A última parte será colocação das chaves de redes. Só após o enterramento dos fios é que haverá remoção dos cabos aéreos, postes e transformadores, além da instalação subterrânea de 430 metros de rede de alta tensão.

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino