Começou a desapropriação de imóveis no Centro de Niterói

24.06.2017

                                                                       Desapropriação na Marques do Paraná                       foto Alexandre Vieira

 

A Prefeitura de Niterói deu início nesta sexta-feira (23/06) ao processo de desapropriação de 35 imóveis para o alargamento da Rua Marquês do Paraná, no Centro. No sentido Icaraí, a via ganhará mais uma faixa de rolamento e ciclovia no trecho entre as ruas Doutor Celestino e Miguel de Frias. O projeto inclui a reurbanização da via  até a Avenida Amaral Peixoto, com uma nova praça sobre o mergulhão Ângela Fernandes.

 

O alargamento da Rua Marquês do Paraná resolve o gargalo formado no fim da Rua Doutor Celestino, um dos principais eixos para os veículos que seguem do Centro para a Zona Sul.

 

"O mergulhão, projetado no governo anterior, provocou um afunilamento naquele que é um dos principais eixos viários do Centro para a Zona Sul. Essa obra facilitará o fluxo, prejudicado, sobretudo, no rush noturno, e viabilizará calçadas mais amigáveis para os pedestres. Além disso, conseguiremos conectar as ciclovias da Zona Sul e do Centro, incentivando ainda mais o uso de bicicletas na nossa cidade", ressalta o prefeito Rodrigo Neves (PV).

 

A obra será a primeira realizada com recursos obtidos através do modelo de outorga onerosa, que financiará ações do processo de requalificação do Centro. Serão utilizados R$11,8 milhões, dos R$14 milhões já pagos por investidores que tiveram seus projetos aprovados para a região central da cidade.

 

"Essa é uma obra que trará benefícios em diferentes vertentes. A urbanização daquela área é de extrema importância para a requalificação do Centro. Será uma nova avenida, totalmente urbanizada, com nova praça e com a ciclovia que ligará o Centro a Icaraí, antiga reivindicação dos ciclistas da cidade. Além disso, a obra eliminará aquele gargalo que hoje faz milhares de trabalhadores perderem tempo na volta pra casa", ressalta o secretário municipal de Urbanismo, Renato Barandier.

 

Ainda não há data prevista para o inicio das obras, que começarão apenas após o término da construção do mergulhão da Praça Renascença, previsto para setembro.

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino