Campanha Disque-Balão recebe denúncias


Nesta época do ano com festas juninas em todos os pontos do Estado do Rio, ainda tem gente que insiste em confeccionar e soltar balões, mesmo sendo proibido por lei. Aviação, matas, indústrias, residências e população sofrem ameaças constantes com a soltura desses balões. O governo do Estado mais uma vez intensifica a campanha alertando para os perigos e as punições que podem ocorrer para quem pratica essa ilegalidade.


A campanha Disque Balão, do Disque-Denúncia, tem ajudado a polícia na apreensão de balões. A ação do programa Linha Verde, que conta com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, atua na prevenção à prática de confecção, comercialização, soltura e realização de festivais de balões. Os municípios do Rio de Janeiro, São Gonçalo e Nova Iguaçu são os locais onde há um maior número de denúncias cadastradas.

O Disque Balão foi criado com o objetivo de estimular a população a denunciar locais de comercialização de balões, prevenir e reprimir a ação de baloeiros e a realização de festivais. A campanha é principalmente para sensibilizar a população para os riscos que os balões geram para a conservação e preservação dos recursos ambientais e para a segurança humana.


Os balões são perigosos e podem causar acidentes graves. Ele pode cair aceso em florestas e residências, produzindo grandes prejuízos patrimoniais, ameaça ao meio ambiente e até colocando a integridade física e a vida das pessoas em risco.


A prática de soltar balões é crime (artigo 42 da Lei de Crimes Ambientais nº 9.605/98). A pena para quem for pego confeccionando, comercializando ou soltando balões que possam provocar incêndios é de 1 a 3 anos de detenção ou multa, ou ainda ambas as penas cumulativamente.


O Disque Balão foi criado com o objetivo de estimular a população a denunciar locais de comercialização de balões, prevenir e reprimir a ação de baloeiros e a realização de festivais. A campanha é principalmente para sensibilizar a população para os riscos que os balões geram para a conservação e preservação dos recursos ambientais e para a segurança humana.

Os balões são perigosos e podem causar acidentes graves. Ele pode cair aceso em florestas e residências, produzindo grandes prejuízos patrimoniais, ameaça ao meio ambiente e até colocando a integridade física e a vida das pessoas em risco.


A população de todo o Estado do Rio pode denunciar a atividade através dos telefones 2253-1177 (capital) ou 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local). O anonimato é garantido ao denunciante.


A prática de soltar balões é crime (artigo 42 da Lei de Crimes Ambientais nº 9.605/98). A pena para quem for pego confeccionando, comercializando ou soltando balões que possam provocar incêndios é de 1 a 3 anos de detenção ou multa, ou ainda ambas as penas cumulativamente.