Autoridades discutem segurança pública no DPO de Itaipuaçu

                                                                                   Cel. Rocha, Alberto, Ricardinho e capitão Barreto       fotos  GBNEWS

 

Com o tema segurança, moradores e visitantes de Maricá participaram hoje de manhã de um  debate no Complexo de Segurança de Itaipuaçu, no Largo do Barroco . Presentes o comandante do 12º BPM, Cel. Márcio Rocha; o subsecretário municipal de Segurança Pública e Trânsito, Luiz Alberto Santos; o comandante da 6ª Cia. da PM, capitão Marcelo Barreto; e, o vereador Ricardinho Netuno (PEN). A inspetora Leila Rocha que representava o delegado da 82ª DP teve que se ausentar devido a uma ocorrência no centro da cidade.

 

A  exemplo de todo o Estado do Rio, graças a incompetência do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), Maricá está sofrendo com a onda de violência principalmente no distrito de Itaipuaçu, que tem a maioria dos moradores do município e que recebe grande número de turistas nos períodos de férias e fins de semana prolongados com feriados como esse de Corpus Christi.

 

Dentro dessa linha de raciocínio, o vereador Ricardinho Netuno falou da necessidade de se criar bloqueios nas entradas de Maricá, da integração da Guarda Municipal dando suporte a PM e, anunciou que brevemente será instalado um módulo de segurança no bairro do Recanto. Netuno disse ainda que segurança não é só contar com as polícias civil e militar, mas também ter iluminação eficiente e o corte do mato que toma conta de toda a cidade. O parlamentar estranhou a ausência dos secretários municipais dessas áreas.

                                                              Ricardinho representou o poder legislativo

 

Em seguida, falou o subsecretário Alberto. Disse que o prefeito Fabiano Horta (PT) está dando uma nova cara a Maricá, reforçando a sinalização do trânsito, que o município cresceu assustadoramente, que Itaipuaçu triplica no verão e que brevemente novas câmeras de segurança serão instaladas.

                                                             Alberto representou o executivo municipal

 

Em seu pronunciamento o capitão PM Barreto ao reconhecer a crise financeira que o estado atravessa, destacou que o DPO de Itaipuaçu conta hoje com três viaturas e duas motos operando as 24 horas do dia. Destacou que como ações preventivas, são realizadas operações de trânsito regularmente e que o policiamento é difícil em Itaipuaçu por ser um distrito muito grande.

 

                                                                                                  Capitão Barreto recebeu elogios do cel. Rocha

 

O 12º Batalhão da PM é responsável pelo policiamento de Niterói e Maricá. “Niterói tem 5 Companhias e Maricá apenas uma, mas os resultados são positivos graças a estratégia montada pelo comando” disse o cel. Rocha.

                                                                                                Cel. Rocha quer mais integração PM-GM-População

 

O oficial destacou que os números não são bons no estado, que os indicadores vem aumentando, mas na área do 12º BPM esses indicadores estão sob controle, com apreensão de armas e drogas. “Estamos fazendo um trabalho de prevenção,  sendo vistos pela população que se sente protegida. O que temos  que fazer mais e melhor, é a integração das polícias civil e militar com a guarda municipal com o apoio da população da municipalidade”, finalizou o cel. Rocha que elogiou a atuação do capitão Barreto e sua tropa em Maricá.

 

O encontro foi promovido pelo grupo “Itaipuaçu Que Queremos” coordenado pelo ambientalista Gerhard Sardo.

 

                                                      Galeria de fotos de GBNEWS.COM.BR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino