Rodrigo Neves diz que Charitas será melhor que o Leblon


fotos divulgação


A orla marítima de Charitas, da Praça do Radioamador até a estação aquaviária dos catamarãs, será totalmente revitalizada, abrindo uma nova e moderna área turística no Grande Rio. A informação foi dada pelo prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PV), durante a reunião dos síndicos do bairro com a Secretária de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa. No encontro, foram discutidos os transtornos causados aos bairros Charitas e São Francisco pelo grande volume de tráfego procedente ou com destino ao túnel Charitas-Cafubá. É a mesma pauta da reunião realizada ontem em São Francisco, reunindo moradores e representantes da Nittrans e da Secretaria de Urbanismo e Mobilidade.


-- Charitas vai ficar melhor que o Leblon. Lanço neste ano o edital da orla que vai da Praça do Radioamador até a estação dos catamarãs. Lâmpadas de LED e quiosques mais bonitos que os da orla do Rio – prometeu o prefeito, que enviou para o vereador Leandro Portugal (PV) passar, durante a reunião, para os moradores do bairro, representados pela União de Síndicos de Charitas (USC).


Os síndicos entregaram a Dayse Monassa uma lista de pedidos para amenizar os impactos sofridos pelo bairro com o aumento do fluxo de carros. A principal reivindicação foi a melhoria da segurança na travessia da Avenida Silvio Picanço que, segundo os moradores, virou pista de corrida após a inauguração do túnel. Também pediram medidas para evitar os engarrafamentos que pela primeira vez estão chegando ao bairro. As retenções levam os motoristas a usarem as ruas internas de Charitas e São Francisco, sempre em alta velocidade.


-- Vamos instalar um novo sinal luminoso, em frente ao Casarão de Charitas, que será interligado ao sinal já existente em frente ao Restaurante Verdana. Eles serão sincronizados para ao mesmo tempo dar fluidez ao trânsito e garantir a segurança na travessia de pedestres. O prefeito também autorizou a instalação de sinais inteligentes ao longo da Avenida Roberto Silveira para desafogar o trânsito e evitar retenções em São Francisco e Charitas - informou Dayse Monassa.


Bruno Marasco, dono do Restaurante Itália, há 10 anos no bairro, pediu vagas para carga e descarga na frente dos restaurantes da Avenida Silvio Picanço. Ele disse que já foi multado três vezes por fazer carga e descarga na porta do seu comércio:


-- Nós felizmente nos livramos dos terríveis tapumes da garagem subterrânea. Agora, contudo, a avenida ficou perigosa por causa da alta velocidade, não há vagas para carga e descarga e vem ocorrendo assaltos nas ruas internas de Charitas. Nós não vemos aqui a PM e a Guarda Municipal – lamentou.


Os comerciantes de Charitas também sugeriram o uso – nos fins de semana – do cais do catamarã para atracação de embarcações de turismo. O vereador Leandro Portugal prometeu encaminhar uma indicação legislativa para instalação de equipamento de fiscalização eletrônica na Silvio Picanço. E conseguiu placa indicativa da área de pouso de parapentes e de aeromodelismo em Charitas. Os moradores também pediram maior atuação da Secretaria Municipal de Esportes na praia e reclamaram muito das más condições dos quiosques.


Dayse Monassa disse que está em fase final a instalação da iluminação em LED instalada em 42 postes ao longo da orla de Charitas. Depois da inauguração da garagem subterrânea, prevista para amanhã, será retirada a passarela provisória que foi colocada na areia da praia durante as obras da garagem.

-- A praia terá ótimas condições de iluminação e de segurança para vários esportes aquáticos, inclusive à noite. Com a garagem e mais 250 vagas nas ruas, não haverá dificuldade de estacionamento para os esportistas e clientes do pólo gastronômico – previu a secretária.