Servidores de Cabo Frio com salários atrasados fazem greve e ato de protesto


Com os salários parcialmente atrasados, servidores municipais da saúde e fiscais de Cabo Frio farão greve de 24 horas na segunda-feira e às 9 horas, em frente a Prefeitura ato de protesto contra a administração de Marquinhos Mendes (foto)). O movimento é organizado pelo Sindicato dos Servidores Municipais da Saúde (SindSaúde), pelo Sindicato dos Servidores de Cabo Frio (Sindicaf) e pela Associação dos Fiscais Municipais de Cabo Frio (AFM).


A decisão pela paralisação foi decidida em assembleia no último dia 29, no Colégio São Cristóvão, no bairro de mesmo nome. Os manifestantes pedem pagamento de 50% dos salários de outubro e novembro do ano passado. Outra exigência é a criação de uma comissão para avaliar pedidos de insalubridade e adicional noturno.


Os servidores também pedem audiência com o prefeito Marquinho Mendes (PMDB) e outros representantes do Governo Municipal para apresentar as reivindicações.


Em nota, a Prefeitura informa que “vem priorizando o pagamento em dia dos salários dos servidores e dos salários atrasados pela gestão anterior, além da manutenção dos serviços essenciais, de acordo com os recursos arrecadados pelo município. Lembra ainda que a troca de governo ocorreu com 4 folhas de pagamento em atraso e o funcionalismo em greve há 7 meses - foi a maior greve da história do funcionalismo municipal, segundo o sindicato dos servidores.

servidores está acompanhando a gestão transparente dos recursos e a destinação correta das verbas disponíveis”.