Vereador de São Gonçalo quer isenção de impostos para a Manchester Fluminense

24.05.2017

O bairro de Neves, que já abrigou grande parte das indústrias de São Gonçalo, quando o município chegou a receber o imponente apelido de "Manchester Fluminense", em referência à importante cidade industrial da Inglaterra, hoje mais parece um território fantasma, com centenas de comércios e residências fechados, com muitas ruínas. Para tentar acabar com esta triste realidade, o vereador José Carlos Vicente (PSL) apresentou Indicação Legislativa ao prefeito José Luiz Nanci estabelecendo isenção do pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para empresas e moradores. 

 

Pela Indicação, o município garantiria isenção também aos moradores e comerciantes do bairro do Gradim e localizados às margens da Rodovia BR 101. De acordo com o parlamentar, os imóveis que desenvolvem atividades comerciais teriam isenção por quatro anos; os que prestam serviços, seis anos; e às indústrias, no entanto, oito anos. 

 

-- A isenção fiscal só será concedida para aqueles estabelecimentos devidamente autorizados a funcionar e que gerem empregos diretos. As isenções serão avaliadas por uma comissão, que será formada pelos secretários de Fazenda, Governo, Urbanismo e Cultura. Aos moradores, a isenção seria dada aqueles que recuperassem a fachada das suas casas e calçadas -- explicou o vereador.    

O bairro surgiu a partir de um porto que funcionava no local e facilitava o escoamento de toda a produção proveniente do município. A área foi palco de grande diversidade, com cinemas, touradas, corridas de cavalos, bares, mercados, entre outros. Porém o que realmente predominava no bairro era o comércio e a indústria, e as primeiras a aparecerem foram as lojas de tecidos. 

 

O Mercado de Neves era muito conhecido, não só dentro da cidade, já que o pescado era vendido e exportado para o Rio. Hoje em dia o mercado não existe mais. Na principal via do bairro, na Rua Dr. Oliveira Botelho, ficava um outro mercado muito popular entre os moradores, o Mercado São João.

 

 

 

Facebook
Twitter
Linkedin
Pinterest
Google+
Please reload

2017 @ TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Desenvolvido por Paula Celestino