RJ 106: Estado não faz o dever de casa e Prefeitura mobiliza seus operários


foto Michel Monteiro/divulgação


Com a crise financeira instalada no Estado graças à incompetência do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), que não paga em dia os salários dos servidores públicos e muito menos os fornecedores, a Prefeitura de Maricá vem executando o serviço de manutenção da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106) no trecho que corta o município. Esse serviço deveria ser executado pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER).


Ontem, equipes da Secretaria de Conservação de Maricá realizaram uma limpeza junto à divisória da pista da rodovia. Os operários retiraram o acúmulo de terra e vegetação entre o concreto e o asfalto num trecho do sentido Tribobó entre os quilômetros 28,5 (próximo ao Corpo de Bombeiros) e 25 (no Parque Nanci). O trânsito ficou em meia pista nos pontos onde ocorreu a ação.


A prefeitura também iniciou as intervenções nas passarelas sobre a rodovia Amaral Peixoto (RJ-106). As melhoras incluem pintura, sinalização e iluminação. O prefeito Fabiano Horta (PT) acompanhou a instalação das luminárias na passarela na altura do km 28, próximo a entrada de Maricá.


“Sem duvida será mais segurança e conforto para todos e todas que por ali trafegam principalmente à noite”, comentou Horta.


Segundo o prefeito, as outras três passarelas restantes, Itapeba, São José e Inoã também receberão as intervenções para a melhoria das condições de circulação e segurança das pessoas.


Outros serviços que também são de responsabilidade do Estado, estão sendo feitos pela prefeitura no trecho de 32 quilômetros que corta a cidade, que vai da entrada do Spar até a serra do Mato Grosso: limpeza e o paisagismo que está embelezando os canteiros centrais no trecho de duas pistas (até o Flamengo), e o trecho da rodovia RJ-114 entre o Centro e a Barra de Maricá – onde é chamado de Avenida Prefeito Ivan Mundim (antiga Estrada do Boqueirão) – que está recebendo nova sinalização horizontal e vertical.