Região dos Lagos: Orla do Peró fechada para carros


Cabo Frio está fazendo o seu dever de casa para que a Região dos Lagos tenha uma Bandeira Azul, certificado internacional de qualidade de praias. A coordenadora do programa no Brasil, Leana Bernardi, fez uma visita técnica à Praia do Peró. Ela avaliou as ações executadas na fase piloto que poderá culminar com a Bandeira Azul hasteada na Praia do Peró, que teve sua candidatura aprovada no ano passado. No Estado do Rio, apenas a Prainha, no Rio, possui o certificado.


O Programa Bandeira Azul é uma iniciativa da FEE (Foundation for Environmental Education – Fundação para Educação Ambiental) que conta hoje com apoio de diversas instituições internacionais. No Brasil é operado pelo Instituto Ambientes em Rede, com sede em Florianópolis/SC. O programa Bandeira Azul começou na França em 1985 e vem crescendo em toda a Europa desde 1987 e em países não europeus desde 2001.


-- A bandeira hasteada vai atrair turismo de qualidade para o Peró, que possui, como poucas praias, o requisito número um para a conquista do selo Bandeira Azul: a qualidade da água, livre de qualquer resquício de poluição. Vamos fazer um trabalho no Peró que será modelo no Brasil – afirmou a secretária de Turismo de Cabo Frio, Fabíola Bleicker, que recebeu Leana Bernadi (foto) com o coordenador de Meio Ambiente, Eduardo Pimenta.



Até meados do ano que vem, Cabo Frio terá que cumprir 34 requisitos para a vistoria final do programa Bandeira Azul. Já estão em andamento várias ações, como melhoria da limpeza, dos acessos, segurança, ordenamento dos quiosques e ambulantes, etc.


-- No contato com a coordenadora nacional do Bandeira Azul, mostramos o que já foi feito e que deve ser feito para que o Peró conquiste o selo, que será bom para todos, entre os quais os quiosques e os comerciantes do balneário. Vamos mostramos a Leana Bernadi que queremos de verdade o melhor para o Peró – disse o ambientalista Paulo Bayer, que coordena o conselho do Plano Piloto da certificação.



Para conquistar a Bandeira Azul, são necessárias medidas como facilidades de acesso; postos de salvamento; banheiros públicos; acesso para deficientes; limpeza permanente da areia; boas condições de higiene nos quiosques e restaurantes; e, outras exigências.



A candidatura foi aprovada após reunião de representantes do movimento Amigos do Peró com Leana Bernadi, no Rio. Ela definiu que a região urbana do Peró, numa faixa de um quilômetro, é a mais indicada para receber a bandeira porque já possui estrutura de serviços. Após o encontro com a coordenadora, a candidatura foi solicitada pela prefeitura no ano passado.


Para o presidente da Federação de Convention & Visitors Bureaux do Estado do Rio, Marco Navega, a certificação da Praia do Peró será muito importante para o turismo fluminense:


-- Nesta época de crise, a iniciativa privada e as comunidades precisam arregaçar as mangas e partirem para a luta. Foi muito bom saber que o atual prefeito de Cabo Frio, Marquinho Mendes, abraçou este importante projeto, não somente para o município, mas para o Estado do Rio – comemorou Navega.