Mergulhão interditado


Reprodução: internet

O mergulhão Ângela Fernandes, inaugurado no governo do prefeito Jorge Roberto Silveira (PDT), no centro de Niterói, está com interdição parcial segundo a Secretaria Municipal de Obras. A passagem subterrânea fica fechada para reparos de segunda a sexta-feira, das 23h e às 5h. Os trabalhos devem ser concluídos no prazo de 90 dias.


Nos últimos dias, circulou um vídeo nas redes sociais mostrando rachaduras na estrutura de uma viga do mergulhão, que seria um limitador de altura.


Em nota, a Prefeitura informou que as marcas se devem a um acidente com um caminhão-baú, que desrespeitou a sinalização de altura e colidiu com o limitador. "A ferragem que sustenta a viga está intacta, o que afasta qualquer risco", diz a nota.


A Prefeitura ressaltou ainda que o acidente ocorreu em 2014 e, desde então, três perícias foram realizadas no local: "A Justiça, o Ministério Público, e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio de Janeiro (Crea-RJ), além de manutenções periódicas da Prefeitura de Niterói, não constataram riscos à população", diz a nota.